Ministério da Cultura e Caixa Seguradora apresentam:

14/11/2017 18:19:55

Eu Faço Cultura ajudou a mudar realidade da maior favela do Rio.

Rocinha.org, que completou dez anos, distribui ingressos para a população mais carente.

A parceria entre o Eu Faço Cultura e a Rocinha.org foi iniciada no ano passado e, desde então, a ONG é a maior beneficiária do programa, tendo resgatado até o momento mais de 3 mil ingressos para peças de teatro e os distribuídos entre os moradores da favela. Segundo o diretor do instituto, Ocimar Santos, a distribuição é muito organizada, feita via grupos de redes sociais. “Temos regras para distribuir os convites. A pessoa tem de estar comprometida a comparecer, por exemplo. Os moradores ficam esperando as oportunidades, que se concentram mais entre quinta e sexta, e os ingressos que temos disponíveis se esgotam rapidamente. A procura é muito grande”, diz Ocimar, que relata, também, que comédias, musicais e espetáculos destinados ao público infantil são os que fazem mais sucesso. “É muito bom ver idosos que nunca foram ao teatro entrarem em um pela primeira vez. Eles se emocionam. Eu mesmo fui ao teatro pela primeira vez aos 28 anos, com ingresso que ganhei de outra ONG. O mais bonito é ver o reconhecimento das pessoas, de gente humilde que não está acostumada a receber sem ter de dar nada em troca”, explica o diretor.

Trabalhando...