Ministério da Cultura e Caixa Seguradora apresentam:

01/11/2018 09:55:44

Um novo ciclo de cara nova

Plataforma do Programa Eu Faço Cultura é modernizada.

A nova plataforma do Eu Faço Cultura já está no ar. As cores da logomarca mudaram, assim como sua identidade visual.

E tem mais novidade: aumentaram as cotas dos beneficiários finais. Idosos, pessoas com deficiência, pessoas que se enquadram em programas sociais do governo e microempreendedores individuais tiveram suas cotas dobradas. 

Além disso, as marcas Eu Faço Cultura e Movimento Cultural do Pessoal da Caixa (MCPC) foram unificadas e os recursos captados via Lei Rouanet serão destinados diretamente para o Programa. Vale lembrar que a criação do MCPC, em 2006, foi responsável pelo crescimento de 366% do incentivo de pessoas físicas.

A história do Eu Faço Cultura começou quando a Fenae e as Apcefs mobilizaram quase 10 mil empregados da Caixa, que destinaram seus impostos de renda para o Programa pela primeira vez. Desde então, foram diversos formatos, como shows, oficinas de dança, música, teatro, circo e fotografia até chegar na plataforma que é hoje. O Programa já passou por 316 cidades oferecendo diversos projetos culturais que chegaram a mais de 800 mil pessoas.

Em 2016, o Eu Faço Cultura virou plataforma digital e, atualmente, atende todas as regiões do Brasil. A cada ciclo, o Programa traz novidades. E sabe pra quê? Para continuar levando cultura a todos!

Trabalhando...